HPN - HIDROCEFALIA DE PRESSÃO NORMAL

Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) é uma síndrome, ainda pouco conhecida, que pode ter seus sintomas revertidos, se diagnosticada e tratada até dois anos depois da sua manifestação.

Você sabe o que é Hidrocefalia de Pressão Normal?

Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) é uma síndrome, ainda pouco conhecida, que pode ter seus sintomas revertidos, se diagnosticada e tratada até dois anos depois da sua manifestação. Comumente confundida com as doenças de Alzheimer e Parkinson, a Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) pode ser revertida através de procedimentos cirúrgicos. E, segundo estudos, estima-se que cerca de 60 a 120 mil brasileiros sofrem da síndrome.


Sintomas

Observada em pessoas idosas, com mais de 60 anos, a doença atinge áreas importantes do cérebro – lobos frontais, tálamos e gânglios da base – em decorrência do acúmulo do líquido cérebro-espinhal (LCR) dentro das cavidades cerebrais. Este aumento de LCR causa dilatação progressiva dos ventrículos comprometendo associadamente a memória, o equilíbrio, o ritmo e a incapacidade de controlar a bexiga e, posteriormente, o esfíncter.


Como é diagnosticada

“A HPN pode coexistir com o Alzheimer ou outras doenças degenerativas e, por isso, é necessário se fazer um diagnóstico preciso. As alterações provocadas pela síndrome também podem ocorrer em tempos diferentes, daí a importância dos estudos de imagens cerebrais, aliados a testes funcionais a fim de se chegar à confirmação da doença”, diz o Dr. Fernando Gomes Pinto, neurocirurgião e especialista em Hidrocefalia de Pressão Normal da Beneficência Portuguesa de São Paulo.


A importância do Tap Test

É um teste de confirmação de diagnóstico de Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) e de previsão da melhora dos sintomas neurológicos após a cirurgia. O exame permite saber se o paciente poderá se beneficiar do tratamento cirúrgico. E se o resultado for positivo, as chances do paciente se restabelecer chegam a 76%.


Como é realizado o exame?

Feito por uma equipe multidisciplinar, formada por neuropsicólogo, neurocirurgião e fisioterapeuta, o exame consiste na punção lombar para a retirada de aproximadamente 40 ml de líquor da coluna.

Antes da coleta ser realizada, porém, serão feitas duas avaliações: a das funções cognitivas, em que são analisadas a memória e a atenção; e a motora, que testa o caminhar do paciente. Ambas as avaliações devem ser repetidas após a coleta.


Tratamento

Dois procedimentos são utilizados no tratamento definitivo da HPN:

  • Derivação Ventrículo Peritoneal

    A neurocirurgia é realizada por meio de implante de válvula no cérebro, que drena o excesso do líquor controlando a pressão intracraniana e as dimensões dos ventrículos cerebrais.

  • Neuroendoscopia

    A técnica consiste no restabelecimento do fluxo líquido em casos específicos por meio da abertura de uma membrana cerebral que melhora o “trânsito” liquórico intracraniano.

Marque sua consulta

São Paulo
11 3825-2444
Ligação gratuita
0800 580 0830
*Para todo país.
E-mail
contato@fernandoneuro.com.br

Endereço:

Rua Maestro Cardim, 769
CEP: 01323-001 | Bela Vista | São Paulo - SP

OUTRAS UNIDADES BP: