Hemodiálise

Hemodiálise

O que é Hemodiálise?

Um dos tratamentos que mais causa pavor nos pacientes é a hemodiálise. O medo ocorre principalmente pela falta de informação sobre o método.

Os rins são os únicos órgãos nobres que podem ser substituídos por uma maquina que remove os líquidos e produtos do metabolismo do corpo, de forma eficaz e segura. O tratamento tem que ser encarado como uma oportunidade de vida em uma doença que era fatal. Hoje, as pessoas dialisam e levam uma vida próxima do normal, podem sair, trabalhar, ir ao cinema, viajar, praticar exercícios, jantar fora, etc.

A hemodiálise é um dos maiores avanço da medicina, parece complexa, mas é extremamente simples; 90% dos pacientes em tratamento afirmam que o método não é tão ruim quanto imaginavam.

Para entender um pouco mais sobre o procedimento e o tratamento de Hemodiálise, abaixo seguem algumas informações sobre o tema. Confira:

• Seguindo a tradição de anos de excelência na área de saúde, a Beneficência Portuguesa de São Paulo apresenta a nova área da Unidade de Terapia Renal da Instituição.

• Com 44 anos de experiência no atendimento a nefropatas crônicos e agudos, a área conta com 31 máquinas automáticas de última geração e capacidade para 2.400 sessões/mês, entre pacientes particulares e de convênios.

• O atendimento humanizado, presente na tendência de hotelaria hospitalar, é complementado por uma infraestrutura moderna voltada ao acolhimento e à melhoria da qualidade na recepção dos pacientes que chegam de diversas áreas do Brasil.

Ponto de Hemodiálise

Equipado com máquinas modernas, o espaço possui poltronas de couro reguláveis por controle remoto, oferecendo maior autonomia e melhor acomodação para pacientes com até 120 kg. E 14 monitores de LCD com canais a cabo distribuídos de forma estratégica. Capacidade de atendimento a pacientes renais portadores de problemas cardíacos, inclusive em qualquer das UTIs do Complexo.

Salas de Hemodiálise

Locais amplos, claros e arejados, estruturado por cuidadoso planejamento arquitetônico. Ambiente dividido segundo as sorologias virais – negativa, C (vírus da hepatite C+), B (vírus da hepatite B+), desconhecida (novos pacientes) –, além de área reservada para pacientes com indicação de diálise peritoneal ambulatorial contínua (DPA ou CAPD). Rigoroso sistema de tratamento, manutenção e controle de qualidade da água.

Sala de Emergência

Para atendimento emergencial, em caso de complicação ou desconforto decorrentes da terapia, até estabilização do quadro do paciente.

Equipes Multidisciplinares

Médicos nefrologistas, enfermeiras especializadas em nefrologia, técnicos de enfermagem, farmacêuticos, nutricionistas, psicólogos, além de equipe técnica de engenharia e equipe de apoio, que garantem tratamento de excelência, focado no bem estar do paciente.

Postos de Enfermagem

Exclusivos de cada sorologia para preparo de medicamentos pela equipe de enfermagem.

Consultórios

Salas exclusivamente destinadas a consultas periódicas para acompanhamento do quadro evolutivo dos pacientes, localizadas no mesmo ambiente, evitando deslocamentos desnecessários.

Recepção e Sala de Espera

Entrada exclusiva em local estrategicamente posicionado, independente dos demais departamentos do Complexo, de fácil acesso a ambulâncias e a pacientes com mobilidade reduzida. Ampla e confortável recepção, para comodidade dos acompanhantes durante o tempo de espera do procedimento.

Orientações dietéticas

1. Realizar uma dieta balanceada, lembrando sempre da necessidade do consumo variado de proteínas, carboidratos, vitaminas, sais minerais e fibras.

2. Cuidado com os níveis de CÁLCIO e FÓSFORO, pois, quando se tornam muito elevados, podem ocorrer problemas graves como: a calcificação (formação de depósito de cálcio e fósforo nas articulações, nos órgãos e vasos sanguíneos, fazendo com que os tecidos e vasos sanguíneos endureçam, elevando o risco de obstrução dos vasos do coração provocando insuficiência cardíaca e infarto agudo do coração); estes depósitos também podem levar a coceira na pele, olhos vermelhos e ossos fracos e quebradiços (aumentando o risco de fraturas). A solução para evitar esses problemas é tomar a medicação quelante certa prescrita pelo nefrologista (ex: renagel, carbonato de cálcio, ou acetato de cálcio), restrição de alimentos ricos em fósforo e hemodiálises adequadas e efetivas para remover o fósforo do sangue.

3. Os níveis elevados de POTÁSSIO são muito perigosos podendo levar a distúrbios musculares, arritmias, infarto e até mesmo a parada cardíaca.

As frutas que contém grande quantidade de potássio são: Abacate, açaí, água de coco, banana prata, banana nanica, damasco, figo, fruta do conde, goiaba, jaca, kiwi, laranja pêra ou Bahia, mamão, maracujá, melão, mexerica ou tangerina e uva.

Para o feijão, a lentilha, o grão de bico e a soja, você pode fazer uma primeira fervura em bastante água e, antes que esteja totalmente cozido, desprezar a primeira água da fervura, terminando o cozimento em uma nova água.

Com a primeira água de cozimento desprezada boa parte do potássio será eliminada. Os vegetais podem ser descascados e cortados em fatias finas. Deixe-os ferver em bastante água e quando estiverem totalmente cozidos, despreze a água da fervura e refogue o alimento.

Os alimentos que contem pouca quantidade de potássio são:

  • Abacaxi 1 fatia média
  • Acerola 20 unidades
  • Ameixa fresca 1 unidade média
  • Banana maçã 1 unidade
  • Caju 1 unidade média
  • Caqui 1 unidade média
  • Jabuticaba 1 pires de chá
  • Laranja lima 1 unidade média
  • Lima da pérsia 1 unidade média
  • Maçã 1 unidade média
  • Manga 1 unidade pequena
  • Melancia 1 fatia média
  • Morango 10 unidades
  • Pêra 1 unidade média
  • Pêssego 1 unidade média
  •  

LEMBRE-SE: alimentos que contém pouco potássio quando ingeridos em grande quantidade o total de potássio consumido passará a ser muito elevado!

Dicas para reduzir o consumo de sódio:

  • Leia o rótulo cuidadosamente e procure os alimentos com menor teor de sal;
  • Compre vegetal, frutas ou sucos de frutas frescos ou congelados;
  • Caso você use produtos diet ou light, saiba que o conteúdo de sódio de alguns destes alimentos podem ser alto, então use com moderação;
  • Evite preparações enlatadas, congeladas prontas e instantâneas;
  • Realce o sabor de receitas usando suco de limão, ervas e especiarias, como: cominho, cebola, cebolinha, açafrão, sálvia, manjericão, alho, mostarda seca, orégano, páprica, alecrim, cravo-da-índia, noz moscada, curry, folha de louro, tomilho, gengibre, canela, gergelim, entre outros. Use os condimentos frescos para um bom resultado. Para melhor sabor, não mantenha ervas e especiarias guardadas por mais de um ano. Armazene-os em embalagens bem fechadas e em locais frescos e longe da luz;
  • Evite temperar as saladas com molhos prontos ou solicite que o molho seja servido a parte;
  • Não use saleiro à mesa.

Dicas para controlar os líquidos e a sede:

  • Você pode marcar as quantidades de líquido que você bebe no dia;
  • Beba somente quando tiver sede; evitar alimentos salgados e doces, você terá menos sede;
  • Para aliviar a sede pode-se colocar uma pedra de gelo na boca. A pedra de gelo pode ser feita com limonada ou chá;
  • Líquido gelado satisfaz sua sede melhor que bebidas mornas ou quentes;
  • Evite sopas e caldos porque apresentam grande quantidade de líquidos;
  • Faça bochechos com água ou molhe os lábios;
  • Mastigue folhas de hortelã ou cidreira.
Endereço:

Rua Maestro Cardim, 769
CEP: 01323-001 | Bela Vista | São Paulo - SP

OUTRAS UNIDADES BP: