Câncer do Endométrio

Entendendo a doença

O câncer do endométrio é o tumor ginecológico mais comum nos países desenvolvidos e o segundo mais frequente nos países em desenvolvimento. A doença se origina a partir de mutações nas células do endométrio, o tecido que reveste a parte interna do útero.

A maior parte dos casos ocorre na pós-menopausa, em mulheres com mais de 60 anos. Apenas 20% das pacientes com tumores de endométrio estão na faixa entre 40 e 50 anos e 5% abaixo de 40 anos.


Tipos

O tipo câncer de endométrio mais frequente é o endometrioide, responsável por aproximadamente 75% dos casos. Outros tipos são: seroso, células claras, mucinoso, carcinossarcoma e indiferenciado.


Sintomas

O sinal de alerta mais comum do câncer de endométrio é o sangramento vaginal anormal, principalmente na pós-menopausa ou não relacionado com a menstruação.


Diagnóstico

Como o câncer de endométrio começa dentro do útero, ele não costuma aparecer nos resultados de um exame de Papanicolau. Mas seu médico poderá observar indícios da doença por meio do exame ginecológico e de uma ultrassonografia transvaginal. No entanto, o diagnóstico definitivo depende da análise em microscópio de uma amostra do tecido do endométrio para procurar células cancerosas. O material para análise pode ser obtido por meio de biópsia endometrial ou curetagem.

Caso o resultado seja positivo para o câncer do endométrio, seu médico poderá solicitar outros exames de imagem para fazer o estadiamento, ou seja, estabelecer o estágio da doença, o que é importante para definir a estratégia de tratamento.

O câncer de endométrio é classificado em quatro estágios (estádios, na linguagem técnica):

  • Estádio I: o câncer está localizado apenas no útero.
  • Estádio II: o câncer atingiu o tecido próximo do colo do útero, mas não se espalhou para fora desse órgão.
  • Estádio III: o câncer se espalhou para além do útero e do colo do útero, mas não se disseminou além da pelve.
  • Estádio IV: o câncer se espalhou para além da pelve, atingindo outras partes do corpo.

Tratamento

A cirurgia é o principal tratamento para o câncer de endométrio. Mas, mesmo que durante o procedimento seu médico remova todo o câncer visível, pode ser necessária a realização de radioterapia ou quimioterapia para tentar eliminar células doentes que possam ter restado.

Quando a doença já atingiu um estágio avançado, a cirurgia não é indicada. Nesses casos, pode ser realizada quimioterapia ou terapia anti-hormonal (que remove hormônios ou bloqueia sua ação, impedindo o crescimento das células malignas).


Fatores de risco

Os principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de endométrio são:

  • Reposição hormonal com estrógeno sem associação com progesterona
  • Uso de tamoxifeno (tratamento hormonal utilizado no câncer de mama)
  • Obesidade
  • Nuliparidade (mulheres que nunca tiveram filhos)
  • Diabetes mellitus
  • Hipertensão
  • Idade acima de 50 anos
  • Síndrome de ovários policísticos
  • Síndrome de Lynch (uma doença hereditária)
  • Primeira menstruação (menarca) precoce

Prevenção

Há dois cuidados importantes que você pode adotar para prevenir o câncer de endométrio:

  • Manter seu IMC (Índice de Massa Corporal) sob controle
  • Evitar a reposição hormonal apenas com estrógenos

Não há exame de rastreamento ou check up recomendado para o diagnóstico precoce da doença. Mas, se você observar um sangramento anormal, é importante procurar o seu médico. Uma avaliação clínica e uma ultrassonografia transvaginal podem ajudar a diagnosticar o tumor numa fase inicial, o que aumenta as chances de cura.


Novidades

Cirurgia por vídeo e cirurgia robótica são algumas novidades no tratamento do câncer de endométrio. No campo dos medicamentos, a terapia-alvo (medicamentos que atacam alvos moleculares específicos, bloqueando ou inativando mecanismos essenciais para a sobrevivência e crescimento das células malignas) pode ser indicada em alguns casos, após análises mais aprofundadas da patologia.


Diferenciais BP

Na BP, você conta com médicos altamente qualificados e toda a estrutura tecnológica e de serviços para assegurar os melhores cuidados desde o diagnóstico até o tratamento do câncer de endométrio.

Atuando de maneira integrada e multidisciplinar, nossos profissionais – muitos deles envolvidos em pesquisas na área – combinam seus conhecimentos para estabelecer e executar a melhor estratégia para cada paciente no enfrentamento da doença. É uma equipe que estará ao seu lado, empenhada em proporcionar uma assistência humanizada, rápida e eficiente.

← Voltar